30.4.05

Nada

PROBLEMA 616.
- Que estás a fazer?
- Estou à espera. Porquê?
- Por nada, quer dizer... à espera do quê?
- De nada.
- Então, porque esperas?
- Porque estou sem nada que fazer.
- Também não tenho nada que fazer...
- Nada mais aborrecido, não achas?
- É, não ter nada que dizer um ao outro...

29.4.05

Hoje estou assim (14 )

PROBLEMA 615.
images

Anjo da guarda

PROBLEMA 614. A farmácia continua a vender remédios para o corpo e para o espírito. Mas o meu anjo da guarda desapareceu.

28.4.05

Relativismo

PROBLEMA 613. Mastigar as ideias como uma chiclete.

Burocracia

PROBLEMA 612. Não quero isso, seja lá o que isso for. Não quero medir as consequências de tudo, mais ou menos. Muito menos nem passar uma quinta-feira à espera de sexta-feira.

27.4.05

A fornicadora

PROBLEMA 611 . O rosto pálido, olheiras pesadas, gestos nervosos e tímidos. Um rápido bater das pestanas. Um olhar repentino sobre o papel onde escrevia qualquer coisa detecta uma caligrafia fina, minúscula, semelhante a um carreiro de formigas. Sobressai um estranho silêncio ao olhar para ela. Nisto, levantou-se e saiu na mesma estação que eu. Com a chegada do calor, trouxe para a rua o som das socas, a bainha da mini-saia mais perto do umbigo que dos joelhos. É então que se vira para mim e diz-me: “Não sei o que procuras quando olhas para mim. Se me vês como fornicadora, estás enganado!”

26.4.05

A distância

PROBLEMA 610.
- Trouxe o chapéu de chuva para a rua para afugentar a chuva!
- O quê?
- Trouxe o chapéu de chuva para a rua para afugentar a chuva!
- …
- Não ouves, não é? Espera, vou atravessar a rua e sentar-me um bocadinho contigo enquanto esperas pelo autocarro.
O autocarro acabou por chegar naquele instante…

Peregrinação

PROBLEMA 608. As peregrinações da alma têm fim?

PROBLEMA 609. Os corpos sentados nas carruagens do comboio estão em silêncio. Não se entregam a qualquer acção definida nem deixam transparecer as suas histórias pessoais.

25.4.05

A encomenda

PROBLEMA 607. Não pode haver coisa mais irritante do que uma manhã de quarta-feira, e depois sexta-feira e depois ainda segunda-feira em casa à espera de uma encomenda que acaba por não chegar.

24.4.05

Os espirros, o negócio e a verdade

PROBLEMA 604. Os espirros já começaram. Eles andam aí, os ácaros.

PROBLEMA 605. Tudo à nossa volta são reclames. Até o amor é um negócio.

PROBLEMA 606.
A minha verdade
A tua verdade
A verdade dele
A nossa verdade
A vossa verdade
A verdade deles

23.4.05

A felicidade

PROBLEMA 603. O segredo da minha felicidade poderá andar à volta deste raciocínio: dividir o que sinto por todos é equivalente a saber quantas vezes cabem todos no meu universo. Neste “cabe” está o problema.

22.4.05

Desilusão

PROBLEMA 602. Hoje, tive a ilusão que o tempo andou às arrecuas. Acordei com a nítida sensação que era sábado e não ia trabalhar.

21.4.05

Bananas

PROBLEMA 601. Há coisas que devem ser feitas no tempo certo. Ela é fácil de mastigar, nem muito dura nem muito mole. Não dá trabalho para descascar, é fácil de comer e não suja as mãos. O problema é que comprei uma dúzia de bananas e como não as comi todas no tempo devido algumas delas já estão a ficar amadurecidas de mais.

20.4.05

Os cães

PROBLEMA 599. Conversa entre universitários:
- Acabei de concluir o curso de cinismo e hipocrisia. Já acabaste o teu?
- Já. O ano passado. Agora estou a fazer o mestrado em sobrevivência. Prepara-te que é duro.

PROBLEMA 600. Queixa-se um cão para o outro: “Já não basta andarmos presos por uma trela, ainda por cima emporcalhamos os passeios perante a complacência dos nossos donos.”

19.4.05

"Habemus Papam"

PROBLEMA 598. De acordo com a tradição, Judas entregou Jesus aos romanos, que o crucificaram. Tomado de remorso, o apóstolo ter-se-ia enforcado.

18.4.05

Manobras

PROBLEMA 597. Fumo preto. Segundo as profecias, só vai haver mais dois Papas no terceiro milénio. Estou com maus pressentimentos...

17.4.05

O Papa

PROBLEMA 596. Quem será o novo Papa? E quem será o novo James Bond? Talvez as duas coisas estejam ligadas entre si. Porquê? Porque segundo uma revista inglesa, entre os favoritos, Clive Owen tem a cara certa mas não o corpo, Pierce Brosnan tem a cara e o corpo certos mas não a idade, e Daniel Craig tem tudo no sítio certo. Mas parece que este último encontra-se num conflito interior. Diz ainda a revista que uma parte dele quer realmente ser famoso e a outra parte quer apenas ser o Dan que vai ao “pub”.

16.4.05

O ginásio

PROBLEMA 595. Tenho um ginásio perto de casa. Já pensei em frequentá-lo. A leitura de um artigo de uma revista deixou-me, porém, confuso: observar durante dez minutos todos os dias seios femininos equivale para os homens à frequência de meia hora de ginásio.

15.4.05

O aviso

PROBLEMA 594. Um aviso na porta do prédio. Nos próximos três dias, a partir de hoje, vão colocar um produto químico no jardim para combater as ervas daninhas. A vida vai estar complicada para os cães da vizinhança. E para mim que vou ter de aturar os vizinhos à hora do café.

14.4.05

O café

PROBLEMA 593. Estou com sentimentos mistos: de urbanidade e sinceridade. Pedi um café e a senhora disse-me que não iria pagá-lo porque não estava a sair bem.
- Então, que tal?
- Não está mal. Talvez com menos sabor. Mas eu pago.
- Não, senhor, não paga nada...Olhe, vou-lhe tirar outro café, parece-me que está bem melhor.
- Não, não, deixe lá. Não consigo beber outro.
- Ora essa, faço questão. E não paga.
Fiquei com a sensação de ter servido de cobaia...

13.4.05

Sobe e desce

PROBLEMA 592. Saí de casa, manhã cedo, e regressei mal desci à rua. Saí de casa, manhã cedo, e regressei mal desci à rua. Saí de casa, manhã cedo, e regressei mal desci à rua. Três vezes! Esqueci-me da carteira, dos comprimidos para a alergia e de um lenço para me assoar.

12.4.05

O quiosque

PROBLEMA 591. O táxi parou ao pé do quiosque. Espreitei pela janela e aquelas letras garrafais criaram em mim uma sensação de pânico. "ELIMINE OS PROBLEMAS DE UMA VEZ". Dado a ler sinais do destino em quase tudo que me acontece, fiquei aterrado. Não me consigo imaginar sem problemas.

11.4.05

Portugal

PROBLEMA 590. Ganharíamos mais em nos deixarmos ver tal e qual como somos, que tentar parecer aquilo que não somos.

10.4.05

Escondidas

PROBLEMA 589. Era uma vez um menino que estava tão habituado a esconder-se dos outros que acabou por se esconder de ele próprio.

9.4.05

Bombeiros

PROBLEMA 588. Já me esqueci das chaves dentro de casa; já me fechei dentro da casa de banho quando era criança; o meu avô paterno foi chefe dos bombeiros de Ovar. Estou a ver se consigo perceber a relação que há entre estes três enunciados.

8.4.05

O café

PROBLEMA 587. Vou ter de elaborar um plano meticuloso de estratégia diplomática para definir as idas alternadas aos dois cafés ao lado de casa. O café do lado direito e o café do lado esquerdo. Se eu fosse dois era tudo mais simples.

7.4.05

A língua

PROBLEMA 586. Estou a ficar muito solicitado. Reparei hoje que não é só a minha gata que põe a língua de fora a pedir comida que lhe dê para viver mais um dia.

6.4.05

Hoje estou assim (13)

PROBLEMA 585. h_08_fog_sun_treeb

5.4.05

Amarrotado

PROBLEMA 583. Já desisti de subir pelas escadas, agora estou a ficar cansado de subir de elevador. Resultado: subiu-me a mostarda ao nariz no trabalho.

PROBLEMA 584. Eu bem que estava a desconfiar que algo em mim não estava bem. Que raio, as pessoas não paravam de olhar para mim. O problema já o detectei: a camisa que vesti hoje não lá está muito bem passada a ferro.

A voz da consciência (10)

PROBLEMA 582. "Os caracóis só se devem comer nos meses sem erre".

P.S. Não sei se vou aguentar 26 dias.

4.4.05

Insultos

PROBLEMA 581.
- A tua vida é uma farsa. Só te falta um palco onde possas representar o teu monólogo. Espero não estar lá.
- Vai mas é apanhar nos teus entrefolhos.
- Vê lá se não queres que te dê um pontapé na piroca.

3.4.05

A lista

PROBLEMA 579. Lista das coisas que hoje não posso fazer: uma viagem de comboio pelos Pirinéus; rir alto; beber uns canecos e comer caracóis; cortar o cabelo.

2.4.05

Fim do Mundo

PROBLEMA 578. Pesadelo: sonhei que o fim do mundo vai acontecer no dia 6 do mês 6 do sexto ano do novo milénio. Ou seja, 666. Parece que um enorme meteoro vai embater na Terra. Digamos que o que vem a seguir ao fim do Mundo também não augura nada de bom. Recomeçar as coisas do princípio tem tanto de aliciante como de temeroso.

1.4.05

O rosto

PROBLEMA 577. A tua expressão do rosto parece hoje saído de um livro que está numa mesa de cabeceira esquecido faz tempo.

A probabilidade

PROBLEMA 576. Vivo governado por probabilidades. Como a de estarmos todos a ficar iguais, o mesmo focinho, a mesma aparência, o mesmo tom de fala, os mesmos tiques, até já me alertaram para as vozes dobradas nos filmes para crianças serem sempre as mesmas.