31.10.05

As reuniões

PROBLEMA 855.As reuniões fazem-se em volta de uma mesa. A comida não está presente. Mas está implícita.

30.10.05

cozinheiro

PROBLEMA 854. Às vezes está tudo conforme a receita. E não dá certo.

29.10.05

diário

PROBLEMA 853. Porque teimo em manter este registo diário quando cada vez mais me atraso em actualizar os meus problemas?

28.10.05

Andar na linha

PROBLEMA 852.Até gostava sair da linha mas quando chego todos os dias à estação de comboio escolho sempre a mesma linha.

27.10.05

A vizinha

PROBLEMA 851.A minha nova vizinha do lado fala alto de mais ao telemóvel na varanda. Eu já sei quase a vida toda dela.

26.10.05

Profecias

PROBLEMA 850. "Andarão os homens e não se mexerão; falarão com quem não está presente; ouvirão quem não fala" (Leonardo da Vinci)

25.10.05

o vinho

PROBLEMA 849. O vinho aqueceu-me a alma de tal maneira que hoje foi um daqueles dias em que consegui fazer uma série de coisas que tinha em atraso. Não posso abusar...

24.10.05

elefantes

PROBLEMA 848. Ando muito pensativo.Estive a ler uma narrativa de viagens sobre o modo de apanhar elefantes.Parece-me uma excelente lição sobre as manobras de manipulação que há hoje em dia na nossa sociedade. Seduzidos, submetemo-nos sem dar por isso às ordens sem resistência e deixamos que nos coloquem uma corrente à volta do pescoço.

23.10.05

o papel no chão

PROBLEMA 847. Encontrei um papel no chão que dizia assim: "Par delicatésse j'ai perdue ma vie" (Rimbaud). A quem pertencerá o papel? Um homem? uma mulher? Uma multidão de gente?

22.10.05

A geração "Wonder-bra"

PROBLEMA 846.A vida das (e nas) empresas portuguesas está cada vez mais "wonder-bra". O importante não é ser, mas parecer. É preciso ter ideias "insufláveis" e conseguir comprar o silêncio de toda a gente que sabe perfeitamente que o ar competente não corresponde à realidade.

21.10.05

Raiva

PROBLEMA 845.Hoje estou muito menos apocalíptico, já não acho que venha aí grande perigo, a vida continua, sei lá, foi uma coisa que me deu. Não esperava era que me acontecesse isto agora: deu-me para sentir uma raiva contida de não sei bem o quê. Já tentei explicações para o que se está a passar mas não encontro resposta que me satisfaça.Ora bolas!

20.10.05

Ameaça

PROBLEMA 844. A propósito da gripe das aves, e de todas as ameaças, lembrei-me hoje disto:
passaros01
A vingança da natureza costuma ser devastadora.

E disto:
grito
O medo que aconteça a sensação de desolação e loucura numa espécie de solidão interior.

19.10.05

a razão de

PROBLEMA 843. “Não sei porque estamos aqui, mas de certeza que não é para nos divertirmos” (Ludwig Wittgenstein)

18.10.05

vidro

PROBLEMA 842.Andamos a maior parte do tempo atrás de um vidro. Não nos tocamos. A falta disso é dolorosa. A solução é espetarmo-nos contra os outros. E fazemo-lo de diferentes maneiras. Só para sentir qualquer coisa.

17.10.05

Portugal

PROBLEMA 841. Estou encostado a um canto.

16.10.05

Situacionismo

PROBLEMA 840. A gripe do situacionismo é o pior vírus que pode acontecer.

15.10.05

O sorriso

PROBLEMA 839. É incrível o que se consegue com um sorriso, mesmo naqueles dias em que o que menos nos apetece fazer é sorrir.

14.10.05

Perda

PROBLEMA 838. Perdi a minha agenda de problemas.Daí o atraso com que escrevo.

13.10.05

sussurro

PROBLEMA 837. "O coração que o diga quantas vezes já bateu para nada" (SG). Esta canção não me sai hoje da cabeça e não consigo perceber porquê.

12.10.05

A invasão dos idiotas

PROBLEMA 836.Conheço um sítio invadido por lorpas. Onde o que importa é ser lorpa. Os lorpas sentem-se às mil maravilhas. E os que não são até o fazem por o ser. Só para sobreviverem. Idiota, idiolatria, não será tudo o mesmo?

11.10.05

Hóspede

PROBLEMA 835. Por vezes sinto-me um hóspede da minha própria vida.

10.10.05

A chave do correio

PROBLEMA 834.Encontrei a chave do correio no congelador. Não sei como foi lá parar.

9.10.05

sonho

PROBLEMA 833. Só me lembro que era um mundo em que não havia meses do ano. Estranho...

8.10.05

As pipocas

PROBLEMA 832.Estou cá a pensar para os meus botões que a mania de comer pipocas numa sala de cinema talvez seja o ponto de vista de como devemos olhar para os portugueses actualmente. Nunca como agora nos dão a oportunidade de sermos infantis sem destoarmos dos que estão à nossa volta.A voracidade por prazeres simples.

7.10.05

A formiga

PROBLEMA 831.Estou a ponderar a hipótese de ter uma formiga de estimação. Mas só os problemas que vou arranjar para todos os dias andar a tentar descobrir onde ela está...

6.10.05

Escaramuça

PROBLEMA 830.Tive uma escaramuça com os meus próprios problemas.

5.10.05

A língua

PROBLEMA 829.Porque é que há pessoas que põem a língua no canto da boca e mordem-na enquanto fazem qualquer coisa?

4.10.05

O carro

PROBLEMA 828.Quando era adolescente adorava andar de bicicleta e de patins. E a pé. Nunca cheguei a dar o passo seguinte, o de começar a andar de carro.

3.10.05

Marioneta

PROBLEMA 827.Quando for grande, ele não quer ser uma marioneta. Um esqueleto a tocar violino. E ouvir uma senhora de meia-idade a dizer que "a morte é tão simpática". Quando for grande, ele sabe que vai ser uma marioneta.

2.10.05

Hoje estou assim (22)

PROBLEMA 826.images

1.10.05

Comentários

PROBLEMA 825.Estou a ser atacado neste blog com comentários muito estranhos provenientes não sei de onde, não sei por quem.