27.2.06

A matéria de que somos feitos (conclusão)

PROBLEMA 953. 2469

A matéria de que somos feitos ( fim)

PROBLEMA 952. A personalidade 9 define pessoas reservadas, cautelosas, tímidas mas profundamente interessantes. O seu caminho é de evolução espiritual e de luta contra a vertente animal da personalidade; procura o conhecimento filosófico, captar a alma e a mente humana.Embora gostem de partilhar preferem ter o seu espaço próprio, os seus rituais diários, grande privacidade. Não se expõem facilmente mas quando o fazem a vitória é quase certa. São surpreendentes, pois têm dentro de si capacidades que à primeira vista não ressaltam. São muito sinceras e honestas, capazes de grande dedicação e amor. Numa crise podem ser os últimos a abandonar o barco.

A matéria de que somos feitos (continua)

PROBLEMA 951. A personalidade 6 define pessoas de bom carácter, alegres, sensíveis e bondosas. Muitas vezes o excesso de sensibilidade leva a que actuem com base em emoções o que traz penalizações e por vezes aproveitamentos.São pessoas de bom gosto, com encanto e elegância naturais que muitas vezes é fonte de inveja para quem não tem estes dons naturais. A natureza artística nasce com eles.Gostam de ser prestáveis e de ajudar quem precisa de forma totalmente desinteressada. Uma das suas dificuldades é lidar com o dinheiro pois têm pouca vocação para contas. No amor, são ardentes e sinceros e sofrem grandes desgostos se se sentem enganados. Os choques emocionais podem originar estados depressivos.

A matéria do que somos feitos (continuação)

PROBLEMA 950. A personalidade 4 define pessoas muito cativas, trabalhadoras e persistentes.Têm grande capacidade de luta e uma grande vantagem sobre outros, já que aguentam grandes pressões e aguentam onde outros falham; desistir não faz parte do seu vocabulário. Há quem os considere teimosos, é certo, mas neste caso trata-se de uma qualidade pois trata-se de convicções e capacidade de honrar compromissos.
Não abrem facilmente mão do que conquistaram; dão grande valor ao que têm e ao que é conseguido com esforço e suor.No amor ambicionam estabilidade e segurança e por vezes tornam-se possessivos e ciumentos.

A matéria do que somos feitos

PROBLEMA 949.A personalidade 2 define pessoas instáveis e que pensam demais sobre as coisas, na procura do equilíbrio, da justiça e das certezas, ponto que não conseguem alcançar.Dotadas de grande capacidade de observação e análise, nem sempre conseguem tirar conclusões definitivas ou fazê-lo em tempo útil; a análise exaustiva e pormenorizada leva muitas vezes a que caiam em estados de confusão e indecisão.
A esta personalidade está associada alguma passividade já que não tomam iniciativas com rapidez ou força.São muito sensíveis e gostam de conhecer outras pessoas, sobretudo pelo valor intrínseco de cada uma; não são muito dadas a aspectos exteriores.São muito compreensivas e conseguem trazer bem estar e harmonia aos outros. São bons amigos e bons conselheiros no seu aspecto mais evoluído.
No amor são fiéis e dedicados mas inseguros.

Ideal

PROBLEMA 948. A literatura e o cinema são os culpados. Passamos a vida a fantasiar um ideal de seja o que for. Quando damos pelo logro, pode ser tarde.

25.2.06

O amor

PROBLEMA 947. Mas será que alguém escapa às dores do amor?

Cometa

PROBLEMA 946.
- Cometa essa loucura!
- Qual?
- Um dia destes, entra em rota de colisão

O comboio

PROBLEMA 945. Quem conduz um comboio, de lá para cá, de cá para lá, pouca-terra, muita-terra, é um coveiro de almas que todos os dias morrem um bocadinho, de lá para cá, de cá para lá, pouca-terra, muita-terra.

sistema nervoso

PROBLEMA 944. E se o universo estivesse a trabalhar nos nossos nervos?

O mundo sem palavras

PROBLEMA 943. Um agente da PSP hirto e firme à porta de uma relojoaria, de manhã até ao fim da tarde, não diz uma palavra, nem bom dia, nem boa tarde, ouve música. E o cão, um Serra da Estrela, deitado na calçada, dorme o dia todo.

19.2.06

Os sonhos

PROBLEMA 942. O que nos poderia acontecer se não sonhassemos durante a noite?

A nossa sociedade

PROBLEMA 941. “A sociedade portuguesa está construída com base em chefes e empregados, o que é transportado para a vertente desportiva sob a forma de treinadores e jogadores. Isso não é correcto. O treinador não ordena, dá conselhos. É essencial formar jogadores com personalidade para tomar as melhores decisões para a equipa durante um jogo. Nenhum atleta de top olha para o treinador à espera que este lhe diga o que fazer”.
Mats Olsson, seleccionador nacional de Andebol.

17.2.06

Comunicado

PROBLEMA 940. Segundo anunciou há poucos minutos o gabinete de trabalho que investiga a mente do autor destes escritos, num curto comunicado difundido para as pequenas comunidades, está para breve a colocação de um ponto final nos problemas.
E agora? Pois. Não se pode estar sem fazer nada?

A carta dos nossos tempos

PROBLEMA 939.
Meu caro:
És tão vulgar que dislatas veneno. Tens dinheiro mas não compras a alegria. Hás-de ser escravo dos teus pensamentos lascivos, de entretenimento, como se pela tua mente ocorresse uma telenovela sem fim. Não fazes, enfim, mais que procurar expulsar da tua alma o tédio em que vives. Mas segues o caminho errado. A presença dos charlatões, dos bobos desta vida, sempre com as orelhas arrebitadas e a debitar ordens, quais chefes de esquadra, conseguem arrancar-me um sorriso. Os aduladores fazem do branco preto, transformam uma mosca num elefante, compoem uma música que quase sempre não vem a propósito. Mas apraz-me verificar que continuas a pavonear-te, a levantar a crista, rindo aos montes. O dia da tua queda está para breve, sabes disso, não sabes?

15.2.06

Perspectiva

PROBLEMA 938.
- Se tiveres uma perspectiva cósmica dos problemas, eles atenuam-se. Quanto mais do alto dos teus pensamentos contemplares os teus problemas, menos problemáticos parecerão.
- Será mesmo assim?

Ainda o rouxinol

PROBLEMA 937. Ele voltou. E desconfio que simpatiza comigo. E eu com ele. Começo a habituar-me à ideia de ter um amigo novo. Tenho é de comprar bolachas com mais frequência. Parece que aprecia as migalhas que deixo de propósito em cima da mesa. Ontem também lhe dei um pouco de água. E gostou. Só há um inconveniente nesta história. É de manhã cedo o canto do rouxinol substituir o despertador programado sempre para mais tarde.
bdb_rouxinol

13.2.06

O rouxinol

PROBLEMA 936. Um rouxinol entrou na sala e comeu as migalhas que restavam na mesa. Deixei a varanda aberta. Depois começou a voar pela casa e perdi o rasto dele. Não sei se ainda está dentro de casa ou se já foi à vida dele. Não sei se feche a varanda...

Os barcos

PROBLEMA 935. O destino de um barco é navegar ou chegar a um porto?

10.2.06

O limpa-chaminés

PROBLEMA 934. O mundo em que vivemos está mais a precisar de um limpa-chaminés do que lambe-botas.

marketing

PROBLEMA 933. É verdade que quem não sabe sorrir não pode abrir uma loja?

5.2.06

O Universo é um chato

PROBLEMA 932.Parece que a única coisa permanente no Universo é a mudança. Uma chatice. Porque há momentos em que não apetece nada mudar.

Quando há coisas que correm mal

PROBLEMA 931. Espero que Churchill tenha razão: "Um optimista vê uma oportunidade em cada calamidade"

2.2.06

As fendas

PROBLEMA 930. A vida é um negócio, uma vontade de poder. Até para tapar fendas é preciso gastar dinheiro