31.3.06

A ligação das coisas (continua)

PROBLEMA 977. É só para dizer que a camisola de lã continua agarrada ao tronco de árvore.O caracol desapareceu. Desapareceu, não. Deve ter ido apanhar sol para outro lado.

6 Comments:

Blogger maria_arvore said...

É como na tropa: já tem o dever cumprido.

01 abril, 2006 01:44  
Anonymous COMPANHEIRA DO PASSADO said...

ADORO TEU HUMOR,AMOR.

01 abril, 2006 02:12  
Anonymous Anónimo said...

No 1º trimestre de 2006, transacionou-se mais na bolsa que o Produto Interno Bruto no ano passado ( devido À OPA de Belmiro de Azevedo).
A camisola foi comprada no Continente, digo eu.O António passou por ela vezes sem conta para saber do seu destino. E num dia destes, é ali, ao pé da camisola, que a Companheira do Passado lhe virá dar a mão e viverão felizes para sempre, mas antes terá frio e vestirá a camisola.Se tu fosses caracol também não te punhas a andar deste enredo?!

02 abril, 2006 16:18  
Anonymous Anónimo said...

A camisola foi feita por mim e dada a quem não a quis receber.O Blog e a companheira do Passado são do António.O caracol é o meu herói.

02 abril, 2006 16:48  
Anonymous Anónimo said...

A camisola tem dizeres.
O Caracol leu-os e foi embora.

02 abril, 2006 16:50  
Anonymous companheira do passado,presente,futuro said...

O amor antigo vive de si mesmo
não de cultivo alheio ou de presença.
Nada exige nem pede.Nada espera,
mas do destino vão nega a sentença.
O amor antigo tem raízes fundas,
feitas de sofrimento e beleza.
Por aquelas mergulha no infinito,
e por estas suplanta a natureza.
Se em toda parte o tempo desmorona
aquilo que foi grande e deslunbrante,
o antigo amor,porém, nunca fenece
e a cada dia surge mais amante.
Mais ardente,mas pobre de esperança.
Mais triste?Não.Ele venceu a dor,
e resplandece no seu canto obscuro,
tanto mais velho quanto mais amor.

04 abril, 2006 02:50  

Enviar um comentário

<< Home