9.7.06

Fuga

PROBLEMA 1021. Um acorde melancólico de Elgar desligou-me dos assuntos terrenos por um instante. A pintura de Vermeer reconciliou-me comigo próprio. O pior foi depois. Quando os assuntos terrenos voltaram-me a chatear. Porque tem de ser assim?

2 Comments:

Blogger Graça said...

Seria interessante ser-se eternamente fugitivo. Mas talvez cansasse tanta perfeição...
Elgar e Vermeer - dois belos espaços de refúgio.

15 agosto, 2006 12:47  
Blogger Isabel Mar said...

chama-se samsara a esta roda circular contínua k parece n infindável .. mas com persistência é possível sair dela : )

26 agosto, 2006 14:36  

Enviar um comentário

<< Home